Home   Projeto Político Pedagógico

Projeto Político Pedagógico

O Recreio e o PPP 

por Cris Viganó

“Uma proposta pedagógica é um caminho, não é um lugar. Uma proposta pedagógica tem uma história que precisa ser contada. Toda proposta pedagógica contém uma aposta. Nasce de uma realidade que pergunta e é também busca de uma resposta. Toda proposta é situada, traz consigo o lugar de onde fala e a gama de valores que a constitui; traz também as dificuldades que enfrenta, os problemas que precisam ser superados e a direção que a orienta. E essa sua fala é a fala de um desejo, de uma vontade eminentemente política no caso de uma proposta educativa, e sempre humana, vontade que, por ser social e humana nunca é uma fala acabada, não aponta “o” lugar, “a” resposta, pois se traz “a” resposta já não é mais uma pergunta. Aponta, isto sim, um caminho também a construir”. (Sonia Kramer em “Propostas Pedagógicas ou Curriculares: Subsídios Para Uma Leitura Crítica)

O movimento de construção deste documento revela em muito o RECREIO: uma escola “feita à mão” – ou a muitas mãos – onde a atitude cuidadosa com a criança prevalece sempre; que busca e reflete sobre seu fazer pedagógico intensa e cotidianamente.

Uma escola “inquieta”, “irrequieta” que olha para si e para o mundo com curiosidade e certa desconfiança de algumas “inovações”, que muitas vezes se revelam modismos.

Uma escola que não teme mudanças e desafios porque tem uma identidade muito sólida, calcada na experiência de mais de trinta e cinco anos educando crianças. Isso permite que de fato produza inovações,  sempre sustentadas.

Este texto pretende “contar uma história”, como diz Sonia Kramer, enquanto reflete e convida a refletir sobre a escola da infância e seu papel no mundo contemporâneo.

Fala também da prática metodológica do RECREIO, ou seja, de como busca fazer de suas intenções, ações educativas e de como o professor, na escola, acompanha e alimenta as pesquisas das crianças, respeitando seu tempo elástico e desafiando-as a ampliar seus limites pessoais, interagindo com diferentes espaços, pessoas e saberes.

E para finalizar, volto a Sonia Kramer, quando diz que a fala da proposta pedagógica “é a fala de um desejo, de uma vontade eminentemente política no caso de uma proposta educativa, e sempre humana, vontade que, por ser social e humana, nunca é uma fala acabada(...).”

Afinal, a história do RECREIO continua.

Boa leitura! 

1. Breve História do Recreio

2. Visão de Criança

3. Brincadeira e Cultura

4. Cuidar e Educar

5. Projeto Interação

6. Metodologia

7. Pesquisas e Projetos

8. Projeto Além-muros

9. Parceria Escola-família