Home   Nosso Jeito de Ser   Proposta pedagógica

Proposta pedagógica



Cuidar e educar
A escola de educação infantil é um ambiente muito especial, é a primeira vez que a criança deixa o universo da família, espaço resguardado e particular, para entrar em um universo social mais amplo. Educar crianças tão pequenas requer, portanto, um vínculo afetivo com cada uma, atenção a suas particularidades – ritmo, necessidades e interesses –, confiança em suas habilidades e atenção ao seu bem-estar. A rotina escolar deve garantir tanto situações ricas e desafiadoras para o seu desenvolvimento, quanto apoio ao seu caminho particular e cuidado com questões fundamentais como higiene, alimentação e descanso. Tudo isso é fundamental para que a criança se desenvolva de maneira saudável em um ambiente coletivo, confiando em si mesma, no mundo e nas pessoas que a cercam.

A escola
A escola de educação infantil deve proporcionar a cada aluno situações que potencializem seu desenvolvimento e aprendizado. Para isso, as rotinas, as atividades e as situações educativas devem ser pensadas considerando as especificidades de cada faixa etária e os interesses e necessidades revelados no percurso trilhado por cada grupo e pelas crianças que dele fazem parte. Isto, sempre levando em conta princípios e objetivos a serem atingidos, a partir de uma proposta pedagógica constantemente revista.

A criança
Infância é tempo de ser criança. Por isso é imprescindível ter um bom conhecimento do universo infantil, sensibilidade e uma boa comunicação com as crianças. É através de muita brincadeira, de vivências significativas com outras crianças, com adultos, com o meio e com os objetos ao seu redor que a criança tem a oportunidade de exercitar e ampliar suas potencialidades, sendo, neste percurso, autora de seu próprio desenvolvimento.

A escola e a cultura
A escola favorece a imersão da criança no mundo social. É o momento de se socializar, de descobrir e aprender os parâmetros e as riquezas da vida em grupo e de nossa cultura. É muito importante que esta primeira experiência de fazer parte de um grupo seja uma experiência positiva e saudável. Que a criança possa, neste processo de socialização, conhecer a si própria, aos outros e a cultura em que está inserida, desenvolvendo em suas experiências e brincadeiras suas múltiplas linguagens. Desta forma, ao mesmo tempo em que criança adentra o universo social e cultural, ampliando seu repertório, desenvolve recursos próprios, vive a alegria e encantamento da descoberta e da troca com o outro, e nos surpreende com a imprevisibilidade e criatividade de seu universo infantil.